Voo com biocombustível

>
Voo com biocombustível
 
RIO DE JANEIRO – A Gol lançou hoje a série de voos comercial sustentáveis do País, abastecidos com mistura de biocombustível. O voo partiu do Aeroporto Santos Dummont, no Rio, em direção a Brasília. A iniciativa integra o planejamento de outros 200 voos que usarão a tecnologia durante a Copa do Mundo. A expectativa da empresa é reduzir em 220 toneladas as emissões de carbono com a redução no consumo de combustíveis fósseis.
 
A iniciativa é uma espécie de “legado ambiental” para o torneio. Segundo a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, o País é o primeiro a ter 100% das emissões de carbono relacionadas diretamente ao evento mitigadas. “É a primeira Copa Verde e a Fifa passa a adotar essa prática como uma referência para os próximos torneios. A marca de baixo carbono do País é a única que poderá ser associada ao evento, ao lado dos patrocinadores”, destacou Izabella.
 
A estimativa é que o uso de biocombustível para aviação reduz em 80% as emissões em relação ao combustível fóssil. As emissões dos deslocamentos aéreos são chamadas de “indiretas” em relação ao torneio. Nesse aspecto, segundo a ministra, ainda faltam 40% das emissões a serem reduzidas. “Nós somos o País que mais reduz as emissões, sem custo e voluntariamente. Em relação às reduções no setor florestal, as emissões que cortamos representa toda a produção do Reino Unido”, destacou Izabella.
 
O voo foi abastecido com querosene de aviação, com uma mistura de 4% de biocombustível, produzido a partir de óleo de milho, gorduras não vegetais. Ao todo serão usados mais de 2 milhões de litros do combustível nos deslocamentos da Seleção Brasileira e em voos comerciais da companhia, partindo do Aeroporto do Galeão, no Rio.


Fonte: AFCP

 
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •