Posto acompanha usina e reajusta preço do etanol

>
Posto acompanha usina e reajusta preço do etanol
Fonte da Imagem: http://s.portalodia.com/
O indicador diário de preços do etanol hidratado apontou alta de 9,3% na semana passada.
O reflexo foi imediato nos postos de abastecimento da cidade de São Paulo nesta semana. O consumidor pagou, em média, 2,8% mais pelo álcool hidratado.
Os dados do indicador diário são do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada) e da BM&FBovespa. Já a pesquisa nos postos é da Folha, que acompanha preço semanalmente em 50 estabelecimentos na capital paulista.
Apesar dessa alta, que levou o preço médio do litro de álcool hidratado para R$ 1,972, o combustível ainda tem vantagem em relação à gasolina em São Paulo. O derivado de petróleo vale, em média, R$ 3,124. Com isso, o valor do hidratado passou a ser 63% do da gasolina.
Pesquisa indica que, em média, esse etanol perde competitividade quando a paridade superar 70%.
Antonio de Padua Rodrigues, diretor da Unica, diz que a alta de preços nas usinas foi um evento pontual, ocasionado pelas chuvas na primeira quinzena do mês.
Sem moagem, a oferta diminuiu, e os preços subiram. Mas, nesta semana, o etanol já começa a cair, aponta o indicador diário do Cepea.
A moagem da primeira quinzena deverá ficar 45% inferior à da anterior, segundo o diretor da Unica.

Cana A moagem deverá ser de 646 milhões de toneladas nesta safra. Desse total, 590 milhões serão no centro-sul. A previsão é de Julio Borges, da consultoria JOB.
Menores As chuvas que ocorreram no centro-sul, de abril de 2014 a março de 2015, foram 10% abaixo da média. As do Norte e Nordeste ficaram 12% abaixo da média dos últimos 20 anos no período de setembro de 2014 a agosto.
ATR O rendimento industrial no centro-sul será de 133 quilos de ATR (açúcares teoricamente recuperáveis). No Norte e Nordeste, de 130.
Mix O volume nacional de cana destinado ao etanol será de 53,7%. Borges prevê, ainda, produção de 33,2 milhões de toneladas de açúcar e de 30 bilhões de litros de etanol.
*Texto originalmente publicado na coluna Vaivém das Commodities.
19/09/15
Mauro Zafalon



Fonte: Folha de S. Paulo

 
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •