Governo inicia distribuição de fertilizantes para produtores de cana

>
Governo inicia distribuição de fertilizantes para produtores de cana
Pelo quinto ano consecutivo, 10 mil fornecedores e plantadores de cana, associados ao Sindicato dos Cultivadores de Cana e à Associação dos Fornecedores de Cana de Pernambuco (AFCP), receberão fertilizantes gratuitamente do governo estadual. Serão distribuídas 3,2 mil toneladas pelo Programa Terra Pronta.
A ação visa contribuir no desenvolvimento da cultura agrícola, com perspectiva de melhorar a produção da matéria prima do açúcar e etanol. Cada produtor receberá insumos da fórmula 14-00-18. A distribuição já começou nas usinas do Estado.
 
“O produto foi armazenado de forma estratégica nas unidades industriais da Zona da Mata e Sul, para facilitar a entrega”, informa Paulo Giovanni, vice-presidente e diretor do Departamento Técnico da AFCP. O insumo está em 18 pontos, com quantia específica a ser distribuída ao produtor em cada localidade. São eles: Destilaria Cachool (142,2 mil ton.), Destilaria BM (92,4 mil ton.), Destilaria Sibéria (41,6 mil ton.), Usina Bom Jesus (126,9 mil ton.), Usina Cucaú/Uma (226,6 mil ton.), Usina Estreliana (168,4 mil ton.) e Destilaria São Pedro (20,2 mil ton.).
 
Estará armazenado também na Usina Ipojuca (102,4 mil ton.), Usina JB (256,1 mil ton.), Usina Laranjeiras (257,8 mil ton.), Usina Olho D’Água/Giasa (206,1 mil ton.), Usina Pedrosa (184,6 mil ton.), Usina Petribú (90,1 mil ton.), Usina Santa Teresa/Tabú (117,8 mil ton.), Usina São José (139,8 mil ton.), Usina Trapiche (143 mil ton.), Usina União Indústria (237,4 mil ton.) e Usina Norte/Sul: Pumaty – Serra Grande – Taquara – Corubas (639,2 mil ton.). O restante ficou no Recife.
 
Giovanni lembra que, conforme foi informado pelo governo ao lançar o Programa Terra Pronta, a iniciativa possui como objetivo incentivar a agricultura canavieira. Destacou que o benefício sempre foi um dos instrumentos mais eficazes para o crescimento econômico/social e uma das chaves para se garantir ao pequeno produtor a efetiva produtividade das lavouras. “A ação, portanto, vem favorecendo para a manutenção dos empregos diretos e indiretos no campo”, concluiu o dirigente.


Fonte: AFCP

 
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •