>
Fonte da Imagem: http://www.apla.org.br/
As usinas do Centro-Sul do Brasil destinaram 40,01% da oferta de matéria-prima para produção de açúcar na primeira quinzena de setembro, porcentual bem menor do que o de 43,94% registrado em igual intervalo do ano passado. Com isso, o mix relacionado ao etanol passou de 56,06% para 59,99%. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira, 24, pela União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica).
Com isso, a produção de açúcar nos primeiros quinze dias do mês atingiu 1,68 milhão de toneladas, com recuo de 32,73% em relação às 2,5 milhões de toneladas verificadas em 2014. A produção de etanol, por sua vez, atingiu 1,56 bilhão de litros na quinzena (-20,84%), sendo 597,66 milhões de anidro (-23,06%) e 959,08 milhões de hidratado (-19,40%).
Para o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues, "apesar da desvalorização do real observada nas últimas semanas, os números indicam que as unidades continuam priorizando a produção de etanol, confirmando a expectativa de safra mais alcooleira".
No acumulado da safra 2015/16 até 15 de setembro, a produção de açúcar alcançou 20,89 milhões de toneladas, com queda de 10,92% no comparativo com a safra 2014/15. A produção de etanol, em sentido contrário, totalizou 18,21 bilhões de litros, com leve alta de 0,54% no comparativo com igual período da safra anterior. Do volume total de etanol produzido, 6,69 bilhões de litros referem-se ao anidro (-13,75%) e 11,52 bilhões de litros ao hidratado (+11,25%).
Fonte: Estadão Conteúdo
Texto extraído do Portal DBO
 
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •