Agricultura de precisão aprimora processo de mecanização

>
Agricultura de precisão aprimora processo de mecanização
Os recursos da agricultura de precisão são aliados para a obtenção de resultados positivos
Piloto automático contribui para melhoria dos rendimentos operacionais
 
A otimização do processo de mecanização das lavouras de cana-de-açúcar ainda depende de soluções que possam elevar a eficiência das operações e criar condições favoráveis para que a cultura expresse todo o seu potencial produtivo. Os recursos da agricultura de precisão, também conhecida como AP, são aliados importantes para a obtenção de resultados positivos, desde que utilizados corretamente.
 
Considerado como uma das vertentes dessa tecnologia, o piloto automático contribui para a melhoria dos rendimentos operacionais em decorrência do efeito cascata de vários pequenos detalhes, afirma o engenheiro agrícola José Paulo Molin, professor do Departamento de Engenharia de Biossistemas da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (Esalq/USP), de Piracicaba, SP.
 
Qualidade dos percursos, menos danos, maior velocidade, trabalho no período noturno estão entre os fatores que geram ganhos de rendimento, enfatiza. Segundo ele, a melhoria do paralelismo, proporcionada pelo piloto automático, reduz sensivelmente as perdas nos canaviais. “Mas, ainda dá para diminuir mais”, observa.
 
Para o engenheiro agrônomo Leonardo Menegatti, diretor da APagri – também de Piracicaba, SP – os principais benefícios desta tecnologia estão relacionados a uma melhor ocupação do terreno no plantio, à redução de perdas e pisoteio na colheita.
“Há um impacto direto em produtividade, pois o que se deixa de perder é colhido e vai para a indústria. Existe uma grande expectativa em relação à redução de pisoteio e ao aumento da longevidade do canavial, porém, isso não foi observado nem mesmo medido até o momento”, comenta.


Fonte: jornal Cana

 
  • Imprima
    esse Conteúdo
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •